top of page

Como embalagens biodegradáveis contribuem para reduzir a geração de microplásticos

Estudo realizado pela Agência de Científica da Austrália e publicado na revista Frontiers in Marine Science aponta que existem cerca de 14 milhões de toneladas de microplásticos no fundo dos oceanos. Esse número é resultado da destinação errada dos plásticos e da ausência de medidas que ampliem a conscientização da população quanto à importância do descarte correto e da reciclagem dos materiais.


Por consenso científico, microplásticos são plásticos com tamanho igual ou menor que 5 milímetros. Entre os geradores de microplásticos estão o desgaste de pneus, a degradação das tintas, das redes de pesca e a lavagem de tecidos contendo fibras sintéticas.


Em busca de soluções para reduzir este volume, a ciência desenvolveu o d2w, tecnologia masterbatch utilizada na produção de um plástico moderno, biodegradável e que, portanto, não gera microplásticos.



O d2w é uma camada extra de segurança que torna o plástico biodegradável, acelerando o seu processo de biodegradação no meio ambiente onde o ar, bactérias e fungos estiverem presentes.


A tecnologia é utilizada durante o processo de produção das embalagens plásticas. Caso venha a ser descartada incorretamente no meio ambiente, seu processo de biotransformação é 90 vezes mais rápido nos mares e de mais de 90% em 180 dias na superfície de solo composto quando iniciada a degradação, cumprindo todos os critérios contidos na norma ASTM D6954, em comparação ao plástico antigo e comum utilizado até hoje.


O plástico é importante no nosso dia a dia, assim é preciso conscientizar para o uso dos biodegradáveis, principalmente em embalagens e artigos plásticos com potencial de escaparem da coleta", explica Eduardo Roost, CEO da RES Brasil, empresa criadora da tecnologia d2w.


A Pampack tem a sustentabilidade e a responsabilidade ambiental como pilares fundamentais do seu negócio. Por isso, produz embalagens recicláveis e biodegradáveis d2w, nos mais diversos modelos, para marcas cada vez mais amigas do ambiente e engajadas no bem-estar dos clientes e no cuidado com o planeta.



Com 20 anos de atuação, a RES Brasil é uma greentech brasileira, especializada em masterbatch e tecnologias inovadoras que tornam embalagens e produtos compatíveis com a proteção da saúde, da vida animal, do meio ambiente e com a preservação dos alimentos.


Fontes: Pampack Embalagens, com informações RES Brasil e Portal Olhar Dinâmico


Comentarios


bottom of page