Transformando condomínios em espaços mais sustentáveis

De acordo com o último Censo do IBGE, dos 57,3 milhões de domicílios no Brasil, 7,2 milhões são apartamentos e casas em condomínios.


A Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (SEADE) aponta que a densidade domiciliar no Brasil é de 3,33 habitantes por residência. Dessa forma, temos em média 24 milhões de brasileiros morando nesses espaços coletivizados. Se cada um de nós produz cerca de 1,07 quilos de resíduos por dia, em um ano os moradores de apartamentos e casas em condomínios do país geram 9,4 milhões de toneladas de resíduos.


Photo by Daniel Funes Fuentes on Unsplash

Há algo muito importante que esses 24 milhões de brasileiros moradores em condomínios podem fazer para preservar o planeta: ajudar a implementar a coleta seletiva dentro desses espaços.


Confira um passo a passo para incentivar os seus vizinhos a aderirem à cadeia da reciclagem:

1. A primeira atitude pode ser a conscientização dos moradores. Reunir informações sobre a coleta seletiva, a importância da reciclagem e os impactos positivos para o meio ambiente, a sociedade e a economia é um bom caminho.


2. Na sequência, é preciso reservar um espaço para que todos os moradores descartem corretamente os resíduos já separados. O importante é ter um local de fácil acesso e que tenha bem identificado qual é o coletor de recicláveis e qual o coletor de não recicláveis.


3. Aqui um ponto bem importante: não podemos apenas conscientizar os moradores sem treinar as equipes de limpeza que serão responsáveis por manusear esses resíduos. Então, treinamento vai ser fundamental!


4. Depois de tudo separado, os resíduos precisam da destinação adequada. Se o condomínio conta com coleta seletiva porta a porta, gerida pela prefeitura, essa pode ser uma opção. Porém, outra ideia é entrar em contato com a cooperativa mais perto para negociar a retirada desses recicláveis. As cooperativas têm interesse em coletar esses materiais que são a base de seu sustento.


5. Por fim, manter a comunicação ativa, relembrando sempre que possível da importância de todas as residências separarem e descartarem corretamente os resíduos para a criação da tão sonhada cultura da reciclagem.


Fonte: Separe não Pare


3 visualizações0 comentário