Seis dicas de cuidados essenciais com as plantas no inverno

Diferentes estações do ano requerem diferentes cuidados com as plantas da casa. No inverno a importância dos cuidados é ainda maior, já que as plantas se tornam sensíveis nessa época do ano.


O Brasil, sendo um país muito grande, apresenta diferentes invernos. Alguns são secos, outros são úmidos, alguns demoram bastante para passar e outros não possuem mais que algumas semanas de frio.


Em especial naqueles que ocorrem ventos e temperaturas baixas durante a noite, é fundamental proteger as plantas dessas intempéries.



Como o frio danifica as plantas?

Primeiramente é necessário saber como o frio machuca a planta. Os vegetais possuem 80% de seu peso constituído por água. Este elemento influencia o crescimento, desenvolvimento e reprodução das plantas.


As baixas temperaturas afetam o fluido, congelando-o e consequentemente as células das plantas.


Em climas mais frios onde ocorrem geadas, a fina película de gelo que se forma com a queda da temperatura acaba cobrindo toda a planta e faz com que a radiação solar tenha seus efeitos amplificados, queimando sua superfície.


O vento também faz com que a temperatura sentida pela planta seja menor ainda que a temperatura do ambiente.


A quantidade de frio que um vegetal tolera depende de sua espécie. Plantas mediterrâneas toleram temperaturas entre 10 e 12ºC, já plantas tropicais entre 20 e 22ºC.


As que são adaptadas à ambientes frios chegam a aguentar até -5ºC sem apresentar problemas.


Quer manter suas plantas saudáveis e vigorosas durante os períodos de frio?


Leia as dicas de cuidados essenciais e aprenda!


1. Traga suas plantas para dentro

Flores em vasos e plantas suspensas podem ser trazidas para dentro de casa. Coloque as que necessitam de sol mais perto da janela, mas lembre-se que temperaturas extremas deixam as janelas bem frias, o que também pode danificar sua planta.


Antes de trazê-las para dentro de casa certifique-se que as plantas não possuem pragas, estejam limpas e sem ramos ou folhagens mortas ou doentes.


2. Cubra o solo com folhas

A chamada “cobertura morta” mantém o solo quente e retém a umidade. Essa dica vale para arbustos, folhagens e também para gramados.


Especialmente nos gramados, evite regar constantemente, fazendo isso apenas quando as folhas começarem a se enrolar.


3. Cubra as plantas à noite

Esta dica é direcionada à plantas tropicais, que são bem sensíveis a temperaturas baixas.


Os cobertores previnem a formação da geada e inibem a ação do vento e podem ser feitos com lonas ou tecidos de TNT. Não se esqueça de retirá-las durante o dia, para que recebam iluminação.


4. Faça uma estufa

Barreiras totalmente sólidas inibem completamente a ação dos ventos gélidos.


As estufas ou casinhas são boas soluções para hortas e pequenos jardins que podem ser manipulados.


5. Regue o solo, não as folhas

Faça isso pela manhã, pois a rega pela tarde e pela noite deixa o solo muito úmido favorecendo o aparecimento de pragas. Molhe o solo, não as flores ou folhas.


Regar no período correto também causa o derretimento da geada antes da incidência do sol e a consequente queimadura. Nesse caso, vale regar as folhagens.


6. Forneça uma fonte de calor

Lâmpadas ou um melhor posicionamento em relação ao sol são formas de fornecer uma fonte de calor para sua planta.


Realizar a poda de galhos mortos, malformados ou doentes também melhoram a incidência solar sobre a planta.


Mantenha os cuidados de temperatura todo o ano através das previsões do tempo. Não é apenas no inverno que as temperaturas podem cair e o melhor é não ser surpreendida(o)!


Fonte: Blog Plantei

5 visualizações0 comentário